O cristão deve abster-se totalmente de toda espécie de mentira e sofismas


Sobre a língua

Tiago, em sua carta, demonstra grande preocupação em relação à língua, ao falar do cristão (Tg 31-12). Ninguém deve julgar (Mt 71-4) ou falar mal de outro (Pv 10.18), mesmo considerando-se com razão ou prejudicado pelo outro, pois a detração é obra da carne (SI 15.3; Is 33.15).

O cristão deve abster-se totalmente de toda espécie de mentira e sofismas (CI 3.8,9), não havendo aqui a possibilidade de qualquer exceção, mesmo em caso de aparente necessidade. Da mesma forma devemos proceder em relação às palavras torpes (Mt 12.36; CI 4.6; Tg 5.12). Quem tem sabedoria e guarda a sua língua, livra-se de grandes angustias. O que guarda a sua boca e a sua língua guarda a sua alma das angústias. Provérbios 21:23

Rogério Loureiro.  Assista no YouTube

Nenhum comentário:

Related Posts with Thumbnails