O negócio cristão

Clique na imagem para melhor visualização
O cristianismo é uma das maiores religiões do mundo. E como toda "religião" está estabelecida sobre certos principios inegociáveis. Não devemos nos esquecer que o cristianismo atualmente está divido basicamente em duas vertentes, católicos e protestantes. Trataremos aqui do lado protestante da administração dos negócios. Alguém pode estar perguntando: Existe diferença? Isso dependerá do caráter do administrador. Independente do que professamos decencia, honestidade nos negócios é coisa que devemos levar a sério. E caráter é uma coisa fundamental para que os negócios saiam biblicamente corretos. Falar de negócios biblicamente corretos significa dizer que é necessário fazer negócios dentro de uma visão que é aceita por Deus. Deus nunca proibiu nenhum crente de fazer negócios, comprar, vender ou prestar serviços de qualquer natureza. No entanto, é certo pagar imposto a César ou não? Lucas 20:22. Pagar os tributos é coisa básica e justa. Dar a Cézar o que é de Cézar é coisa elementar nos negócios. Por isso não emitir nota fiscal, burlar o imposto de renda ou qualquer tipo de sonegação fiscal é anti-ético e Deus não se agrada disso. É certo também que aquele imposto que não é pago agora será exigido no futuro. E neste caso as leis costumam ser bem severas na execução de seus recebíveis. Irmão se um dia, por ventura, isto acontecer não adianta pedir livramento a Deus. A palavra de Senhor já havia advertido: "Dai a Cézar o que é de Cézar"! Também o texto diz que devemos "dar a Deus o que é de Deus".
Também não cumprir ou enganar as pessoas dentro dos negócios é coisa seríssima. Aquele que mente em seus negócios na verdade não serve a Deus. Serve sim, ao diabo! "Vocês, os que mentem, pertencem ao pai de vocês, o diabo, e querem realizar o desejo dele. Ele foi homicida desde o princípio e não se apegou à verdade, pois não há verdade nele. Quando mente, fala a sua própria língua, pois é mentiroso e pai da mentira; João 8:44. Não devemos de modo nenhum enganar as pessoas em nossos negócios.
Portanto, volte para o seu Deus; pratique a lealdade e a justiça, e confie sempre no seu Deus. não façam como os descendentes de Canaã, comerciantes que usam balança desonesta e gostam muito de extorquir, Efraim orgulha-se e exclama: "Como fiquei rico e abastado! Em todos os trabalhos que realizei, não encontrarão em mim nenhum crime ou pecado". "Mas eu sou o Senhor, o seu Deus, desde a terra do Egito; farei vocês voltarem a morar em tendas, como no dia de suas festas fixas. Oséias 12:6-9. Que nós possamos como cristãos ser exemplo em todos os nossos negócios e homens que falam e vivem a verdade incondicionalmente.

Rogério Loureiro extraído do blog adminBrasil

Um comentário:

Nathacha disse...

Olá! No momento estou apenas te seguindo, mas prometo voltar e comentar em breve suas postagens!Agradeceria se seguisse o meu blog, assim criamos um vínculo que facilite a divulgação de ambos os blogs! passa lá?
http://medicinepractises.blogspot.com/

Related Posts with Thumbnails