Por quê? porque, tudo muda. Os princípios permanecem.

As coisas mudam, os princípios permanecem.
Todas as coisas começam partindo de um principio. A frase anterior parece um pleonástico, pois, principio e começo são sinônimos. Mas, não neste caso. O principio não é apenas o começo. Pode ser, também, a lei ou razão pela qual uma coisa ou ser tem a sua origem. Essa coisa pode ser uma crença, pode ser uma religião, entre outras coisas. É comum uma coisa qualquer se originar por um bom motivo. As armas são um exemplo disto. Foram criadas para defesa, mas os corações endurecidos desvirtuaram seu uso, o principio para o qual ela foi criada foi violado, armas não matam mas, corações endurecidos, sim. Os governos foram instituídos para governarem uma região, seja uma cidade, estado ou país. Todavia, a ganancia dos homens fez com que os governos através da politica errassem o seu alvo. Poderíamos falar de tantas outras coisas que foram alteradas no decorrer da vida, da história. O fato de as coisas estarem se desviando do seu curso natural não significa que as coisas perderam seus princípios. Os homens não podem mudar os princípios das coisas. Eles podem ignorar, se esquecer, fazer vista grossa mas, principio é princípio. Um principio é uma lei. Lei, doutrina ou acepção fundamental em que outras são baseadas ou de que outras são derivadas. Mais ou menos como o movimento de rotação e translação do planeta terra. Regra ou lei exemplificada em fenômenos naturais. Enquanto você lê este texto, estava ignorando um principio que não muda, a terra está girando. Ignorar isto não vai mudar nada. Dias e anos passarão.
Também existem outras coisas como a palavra de Deus. Nela estão os princípios fundamentais para o homem. Estes princípios estão relacionados com o passado, presente e futuro de todos os homens e são irrevogáveis. Isto quer dizer que não há mais nada que se possa fazer para anular, bloquear, impedir, e mesmo que negligenciemos os princípios estabelecidos por Deus, seus preceitos, nada vai mudar na relação que já foi estabelecida entre Deus e o homem. E neste caso, como em todos os outros, os princípios nunca mudam. Toda a boa dádiva e todo o dom perfeito vem do alto, descendo do Pai das luzes, em quem não há mudança nem sombra de variação. Tiago 1:17. Saberás, pois, que o SENHOR teu Deus, ele é Deus, o Deus fiel, que guarda a aliança e a misericórdia até mil gerações aos que o amam e guardam os seus mandamentos. Deuteronômio 7:9. Se por um lado Deus permanece imutável, por outro, não se pode dizer o mesmo do homem.
Houve um tempo em que eu gostava de ligar a TV no sábado de manhã para ver "os grandes pregadores" falarem, criticarem, ensinarem, entre outras coisas. Também via nas igrejas os pastores trazendo lindos sermões que me faziam refletir. Eu pensava na minha condição humana. Eu via grandes irmãos falando de coisas sérias e relevantes para o reino de Deus. Eu via uma igreja cheia e saudável. Nós víamos muita coisa boa. Incrivelmente tudo começou dentro de princípios bíblicos. Era tudo muito sério, verdadeiro, sem fingimento.
O dinheiro era apenas um detalhe, o que importava eram as almas. Na grande virada antropológica o homem tomou o lugar de Deus. E aí tudo mudou. Vivemos hoje a linguagem do "eu posso", "eu faço", eu isso, eu aquilo. Hoje o ser humano é apenas um detalhe, o que importa é o dinheiro. Muitos não querem apenas pregar, querem ser famosos. Não querem louvar, querem espetáculos, casa cheia. A quantidade em detrimento da qualidade. Mega templos, megalomaníacos, herança católica. Com isso um problema surgiu. Muitos crentes se deixaram levar por estas mudanças e se transformaram em tietes gospel. Muito aplauso, gritos eufóricos, o show da fé.
Muitas pregações já estão com seu conteúdo contaminado. É necessário "encher linguiça" para deixar o culto "aceitável". Para tanto apelos do tipo "olha pro teu irmão e diz isso", "levanta a mão e receba a bênção", "contribua com valor x e sua vida vai ser abençoada" entre outras coisas do gênero. Antigamente as pregações eram marcadas pelo que o Senhor tinha a dizer. Todo mundo ouvia e ficava maravilhado. Atualmente as pregações tem sido marcadas pelo que a platéia acha conveniente ouvir. Você que está lendo texto agora, esta semana, dos pregadores que você conhece, quantos pregaram efetivamente sobre salvação, sobre o Reino de Deus, sobre a pessoa Bendita de Jesus? Uma coisa é certa. Nenhuma destas coisas vão abalar os principios estabelecidos por Deus. O caminho para a salvação continua sendo o mesmo a mais de dois mil anos. Os projetos de Deus para o homem permanecem inalterados. A visão inconsciente do homem de ficar no lugar de Deus determinando as coisas não exclui de modo algum a soberania e o poder DELE. Ele, Deus, é quem de fato determina. Se nós tivéssemos o poder de determinar as coisas teríamos resolvidos os nossos problemas. Ter problemas na vida é algo comum a todos os seres humanos e revela que em todo o nosso viver poucos foram os momentos em que tivemos poder sobre a nossa própria vida. Sabe por que?  Porque tudo muda. Os princípios permanecem.

Rogério Loureiro

Nenhum comentário:

Related Posts with Thumbnails