Deus dá ao homem o juízo, o álcool tira!


Que testemunho pode dar um
crente que bebe sem medida?
O assunto "vinho" sempre tem surgido no meio dos cristãos como mais um tabu a ser esclarecido. Na verdade o "vinho" não é nenhum tabu. Tabu é antes de qualquer coisa, algo que se proíbe supersticiosamente, por ignorância ou hipocrisia: O direito de votar negado às mulheres foi mais um tabu que se desfez. Pois era uma proibição sem fundamento. No caso do vinho devemos colocá-lo fora do mérito se é ou não tabu. As razões pelas quais se deve fazer isto é que a igreja (evangélica séria) proíbe o álcool não por superstição ou hipocrisia, mas, por uma questão de consciência. A Bíblia, livro sagrado dos cristãos, que deve ser usado como instrumento de fé e de prática, ressalta por diversas vezes que o uso inadequado do vinho pode transformar a vida do crente num verdadeiro inferno. Para que possamos viver a plenitude do evangelho é necessário que estejamos sóbrios. Em (Romanos 12:1,2), Paulo pede aos de Roma que se apresentem a Deus como um sacrifício vivo de forma racional não fazendo o que o mundo faz. E uma das coisas que o mundo adora é encher a cara de álcool. Além do mais que racionalidade pode haver em alguém que bebe? Existe um adágio popular que diz o seguinte: Deus dá ao homem o juízo, a pinga tira! É comum vermos crentes usando versículos bíblicos e outros argumentos "cristãos" para embasar o consumo do álcool. Em um texto bíblico Paulo recomenda a Timóteo que beba vinho para ser curado de certas enfermidades (1 Timóteo 5:23). Preste atenção no seguinte: Paulo apenas recomenda um pouco de vinho, para uma pessoa, num caso específico. Não vamos entrar aqui no mérito da questão se o vinho era ou não fermentado. A questão primaz aqui é o fato de esta recomendação estar mais ligada com uma excessão do que com uma regra. Se Paulo estivesse nos orientando a beber aqui estaria se contradizendo quando falou aos Efésios (Efésios 5:18). Então não é para crente nenhum pegar esta recomendação e sair por aí se embebedando. Alguns mais ousados podem ainda dizer que Jesus quando se reunia com seus discípulos tomava vinho e comia pão com eles. (João 2). E por esta razão tomar vinho não tem nada demais. Falar uma coisa destas é assinar um atestado de inorancia bíblica por pelo menos duas razões: A primeira é o carater de Jesus. Acreditar que Jesus fazia uso de bebida alcoólica é no mínimo incoerente com sua conduta, ética e moral. A segunda razão é ainda mais forte. Se aceitarmos que Jesus fazia uso de vinho fermentado para dar aos seus discípulos então estamos dizendo que Jesus desconhecia Habacuque 2:15. Não acredito que Jesus desconhecia as escrituras ao ponto de embebedar seus seguidores. Pode até ser que o episódio de pentecostes em Atos 2:13-15 tenha causado má impressão num primeiro momento por causa dos boatos que corriam sobre Jesus e seus seguidores quanto ao uso do vinho. (Mateus 11:19, Lucas 7:34). Mas, não passavam de boatos.
As escritura fazem menção a vários problemas que estão diretamente ligados ao uso do vinho fermentado e outras bebidas alcoólicas. (Genesis 9:20-27, Provérbios 20:21, 21:17, 23:39-35, Isaías 5:20-30). O ideal é estarmos vigilantes quanto aso perigos do vinho. Ninguém deve beber achando que terá domínio sobre o álcool e parará quando quiser. Vigiem!

Quem não tem controle sobre o álcool age como um animal
irracional. pouco se pode esperar dele.
Para quem são os ais? Para quem os pesares? Para quem as pelejas? Para quem as queixas? Para quem as feridas sem causa? E para quem os olhos vermelhos? Para os que se demoram perto do vinho, para os que andam buscando vinho misturado. Não olhes para o vinho quando se mostra vermelho, quando resplandece no copo e se escoa suavemente. No fim, picará como a cobra, e como o basilisco morderá. Os teus olhos olharão para as mulheres estranhas, e o teu coração falará perversidades. E serás como o que se deita no meio do mar, e como o que jaz no topo do mastro. E dirás: Espancaram-me e não me doeu; bateram-me e nem senti; quando despertarei? aí então beberei outra vez. (Provérbios 23:39-35)

Rogério Loureiro

Nenhum comentário:

Related Posts with Thumbnails