Consciência política e a consciência cristã

Há quinze dias não escrevo por causa de vários compromissos. Agora, voltei. Neste período de ausência parei para pensar, refletir um pouco, na nossa vida cristã de cada dia. Eu pensei no tempo em que eu era criança e como eu era ruim de bola, ainda continuo ruim, e ninguém queria me escolher para aquelas peladas no meio da rua. Mas, com um pouco de insistência eu acabava jogando uma bolinha também. Confesso que futebol não era muito meu ponto forte. Houve uma vez que meu tio Carlos me deu uma bola de "capotão" no dia do meu aniversário. Era uma bola muito legal. Era "oficial". A rua toda, cheia de meninos da minha idade, ficou em polvorosa querendo jogar com a bola oficial do Rogério. Mas agora uma coisa tinha mudado. Eu era o dono da bola. Em vez de ser o último a ser escolhido, agora eu escolhia quem ia jogar comigo. Ai daquele que falasse alguma coisa! Existia já naquela época o terrorismo inocentemente cruel e lúdico. Era o terrorismo infantil de "só joga quem eu deixar". Mas, criança é criança. E na infância eu descobri que é muito bom ser o dono da bola. Quem é dono da bola e também é sábio pode vir a se tornar dono da situação. Mas o que tudo isto tem a ver com consciência? É através de uma boa consciência que sabemos qual é a nossa situação no momento.
Nestas eleições vimos o desencadeamento do terrorismo político. Email falso, mentiras e verdades sobre aborto, homossexualismo e outras questões polêmicas. Era verdade misturada com mentiras e mentiras misturadas com verdades. Na verdade ninguém tem uma opinião para dizer se tudo o que rolou na Internet é verdade ou mentira. Muitos dos emails que recebi não tinha uma autoria conhecida e nem vinha com assinatura. Agora irmão eleitor eu pergunto: quem é que manda estas mensagens? Por que seus autores são desconhecidos? Onde está a verdade em tudo isto que assistimos, lemos e ouvimos? É óbvio que existe um interesse por traz destas coisas. Houve um tempo em que a minoria dos eleitores eram evangélicos. E como se não bastasse ser a minoria ainda tinha aqueles "crentes" que achavam que a politica era coisa do diabo e por esta razão não podiam se envolver demais. Sendo assim os donos da bola faziam o que queriam. Leis, medidas provisórias, emendas constitucionais sempre eram consideradas fora de uma ótica cristã-evangélica. Os evangélicos são uns bobões, pensavam! Uma certa vez numa campanha política para prefeito de Guarulhos em 1999 o assessor do prefeito eleito em 2000 disse: esses evangélicos são um povo alienado, não sabem de nada! eles eram os donos da bola. Faziam o que queriam. Da mesma maneira que eu era o último a ser escolhido nas peladas lá da rua, nós evangélicos eramos os últimos quando o assunto é lei. Eles aprovavam qualquer coisa sem pensar em nós.
Nós, evangélicos, ainda não somos os donos da bola. Mas, alguma coisa já mudou. A derrota de Marina Silva no primeiro turno teve sabor de vitória para os evangélicos. E serviu de alerta para os candidatos que os nossos votos fazem diferença. É verdade que não foram só crentes que votaram em Marina. Porém, a maioria dos evangélicos que conheço votou nela. Os únicos que não votaram foram as "Maria vai com as outras" do Silas Malafaia. Nesta semana de feriado prolongado coisas interessantes aconteceram na corrida presidencial. Os dois candidatos que disputam o segundo turno estão apresentando um discurso muito próximo daqueles valores cristãos até então não discutidos. Me parece que a bola está vindo um pouco mais para os nossos pés agora.
Tudo o que precisamos fazer agora, como crentes, é analisar o ponto de vista de cada candidato. Verificar cada proposta, discutir na sua igreja, exigir o compromisso de cada candidato e votar. Não devemos jamais ser influenciados por telepastores. Devemos mais do que nunca, agora, mostrar que além de uma boa consciencia cristã nós também temos uma boa consciencia politica. Quem sabe um dia seremos os donos da bola.

Um comentário:

Toyin O. disse...

Nice web design.

http://youcanfacetodaybecausehelives.blogspot.com

Related Posts with Thumbnails