E dizia: A que é semelhante o reino de Deus, e a que o compararei?

Grão de mostarda
O titulo desta postagem foi tirado do texto de Lucas 13:18. Por que Jesus fazia comparações? O bom observador das Escrituras perceberá que  não foi neste texto apenas que Jesus por meio de uma parábola coloca uma coisa do lado da outra. Ele fez isso em várias passagens nos evangelhos. Nicodemos um fariseu influente entre os judeus foi conversar com Jesus. Nesta conversa Jesus compara a nova vida do crente com "o nascer de novo", isto é, renascer. E mais, Jesus diz a Nicodemos que esta é uma condição essencial para entrar no Reino de Deus. Muitas e muitas vezes Jesus usou este, que pode ser um, ótimo recurso didático em pregações, escola dominical e outras áreas do ensino. Com a parábola podemos desenvolver uma história com o intuito de ensinar um valor moral, ético entre outras coisas. Também serve para trazer luz sobre algo que não conhecemos, para isso é necessário mostrar numa ilustração alguma coisa conhecida e que pode ser facilmente entendida, para vermos as semelhanças daquilo que não podíamos imaginar. Sendo assim podemos esclarecer a outrem algo que ele não sabe por meio de coisas que ele já conhece. A parábola não é uma mentira é apenas uma ilustração que serve para entre outras coisas comparar, ensinar.
Na parábola do grão de mostarda por exemplo em Marcos 4:31 Jesus fala do pequeno começo deste reino que inicialmente era composto por Jesus e os doze discípulos dedicados. Jesus usou esta ilustração para que o seu ouvinte pudesse compreender que o reino de Deus começou como um grão de mostarda muito pequeno. Hoje milhares participam deste reino, que se transformou em um reino muitíssimo grande e poderoso, para a glória de Deus. Muitos conheciam o grão de mostarda e passaram a compreender melhor as dimensões do reino de Deus. Em alguns casos só é possível ter uma ideia de algo se compararmos com outra. Do mesmo modo Jesus também fala do fermento em Lucas 13:21. Se por um lado o reino de Deus cresceria como uma semente de mostarda, por outro o fermento significa que neste reino em expansão, o mal também teria sua evolução. O fermento é normalmente conhecido como a presença do mal ou da impureza no meio do povo de Deus. Contudo é importante notar a comparação que Jesus faz nesta parábola. O reino de Deus está se expandindo do mesmo modo que o mal dentro deste reino, até o momento em que se fará separação dos que servem, daqueles que não servem, a Deus.
E quando o Filho do homem vier em sua glória, e todos os santos anjos com ele, então se assentará no trono da sua glória; E todas as nações serão reunidas diante dele, e apartará uns dos outros, como o pastor aparta dos bodes as ovelhas; E porá as ovelhas à sua direita, mas os bodes à esquerda. Então dirá o Rei aos que estiverem à sua direita: Vinde, benditos de meu Pai, possuí por herança o reino que vos está preparado desde a fundação do mundo. Mateus 25:31-34


Jesus fez várias comparações por meio de parábolas. Um jeito simples e eficaz de ensinar a palavra de Deus e anunciar as coisas do seu Reino. É também uma excelente ferramenta para evangelização. Boas comparações trazem bons resultados.
Rogério Loureiro

3 comentários:

disse...

Por isso usao na maioria das vezes o Evangelho de Jesus nas minhas postagens, é o melhor da Bíblia, adorei seu blog, ja estou seguindo. paz seja contigo.

A liberdade em Cristo. disse...

Graça e Paz!
Rogério

Exelente post! e o seu blog também é uma benção na sua totalidade!Parabéns!

Deus o abençoe ricamente!
Abraço!

Arauto de Sião disse...

Agradeço a bondade dos irmãos.
Paz a todos!

Related Posts with Thumbnails