Dinheiro, maldito ou bendito?

Atualmente o assunto dinheiro tem tomado o tempo, o sono, e o sossego de muita gente. Muitos, uma vez que, não são todos os que estão nesta condição. Existem, alguns que estão preocupados com ele, o dinheiro, por que tem muito, e muitos outros por que tem pouco. Pense no mundo sem o dinheiro, é difícil! É mais ou menos imaginar o mundo sem oxigênio, parece exagero? Talvez seja. Analisando friamente a questão não é o dinheiro que causa preocupação. O que causa preocupação são as incertezas da vida. Os infortúnios, as perdas, que geralmente estão relacionadas com o "din din" nosso de cada dia. Nunca esteve tão difícil consegui-lo, (por meios honestos é claro), e nunca esteve tão fácil gastá-lo. E é exatamente aí que mora todo o perigo existencial do homem: Ter ou não ter, eis a questão! É isso mesmo. Já o bio pastor Erito Pedro Mendes professor do nosso seminário já dizia: "O dinheiro é um excelente servo, um péssimo senhor".

É neste contexto que devemos entender se o dinheiro é maldito ou bendito. O problema não é o dinheiro. O problema são as pessoas. Não é o dinheiro que usa as pessoas. São as pessoas que usam o dinheiro, e muitas vezes mal. Salomão nos dá uma idéia sobre o relacionamento que devemos ter com o dinheiro. Porque a sabedoria serve de defesa, como de defesa serve o dinheiro; mas a excelência do conhecimento é que a sabedoria dá vida ao seu possuidor. Provérbios 7:12. Neste caso Salomão quer dizer que é melhor ser sábio do que ter dinheiro. A sabedoria além de dar defesa também dá vida, e possivelmente o sábio consegue dar um bom destino para o seu dinheiro.  Seja sábio. Um outro ponto é este: Porque o amor ao dinheiro é a raiz de toda a espécie de males; e nessa cobiça alguns se desviaram da fé, e se traspassaram a si mesmos com muitas dores. 1 Timóteo 6:10. Amar ao dinheiro é outro problema sério, note que o versículo não diz que o dinheiro é a raiz de todos os males, mas o amor ao dinheiro. Ame ao próximo não o dinheiro. E logo vem a mente outro versículo: Quem amar o dinheiro jamais dele se fartará; e quem amar a abundância nunca se fartará da renda; também isto é vaidade. Eclesiastes 5:10 O homem, nós sabemos, é insaciável quando o assunto é riqueza; é o adagio popular que diz: "Quanto mais tem, mais quer", tá na boca do povo.

Melhor do que ter dinheiro é saber o que fazer com ele, (2 Reis 22:1-7). Por que gastais o dinheiro naquilo que não é pão? E o produto do vosso trabalho naquilo que não pode satisfazer? Ouvi-me atentamente, e comei o que é bom, e a vossa alma se deleite com a gordura. Isaías 55:2;Devias então ter dado o meu dinheiro aos banqueiros e, quando eu viesse, receberia o meu com os juros. Mateus 25:27. Estes versículos falam por eles mesmos. Gastança com coisas desnecessárias também não é bom. Até dons as pessoas estão querendo negociar, comprar e vender, como se fosse uma mercadoria barata. Mas disse-lhe Pedro: O teu dinheiro seja contigo para perdição, pois cuidaste que o dom de Deus se alcança por dinheiro. Atos 8:20. Você conhece alguém que tentou vender dons e fé para terceiros?

Não, meu caro! O dinheiro não tem culpa de nada. Dinheiro é bom. Se as pessoas tivessem um pouco mais de discernimento poderiam usufruir das bênçãos que o dinheiro honesto pode trazer. De que serviria o preço na mão do tolo para comprar sabedoria, visto que não tem entendimento? Provérbios 17:16. O dinheiro não é maldito. Todavia não usá-lo corretamente pode trazer grande dor para a vida daqueles que assim o fazem. Brincar com dinheiro é o mesmo que brincar com fogo. No final a gente sempre acaba se queimando! A paz do Senhor, muito dinheiro no bolso, saúde para dar e vender, tá na boca do povo. 

Rogério Loureiro

Nenhum comentário:

Related Posts with Thumbnails