DE PALAVRA EM PALAVRA - Ordenanças - Devocional 007

Ordenanças
A Igreja neotestamentária tem somente duas ordenanças: o Batismo e a Ceia do Senhor. Outros atos religiosos na igreja, como casamentos, atos fúnebres, ordenação de obreiros, etc., não podem ser considerados como ordenanças, embora tenham o seu devido lugar no programa da igreja.


Batismo
O batismo é uma ordenança de Cristo que a Igreja não pode negligenciar (Mt 28.19-20; Mc 16.16; At 2.37,38; 18.8). Não o chamamos de ''sacramento" que dá a entender um veículo de salvação. Reconhecemos, entretanto, ser o batismo um ato muito importante, pois por meio dessa ordenança o crente se identifica com Cristo (GI 3.27). 0 batismo é realizado por imersão em água (Mt 3.16; At 8.38,39, Rim 6.3-5; CI 2.12) e em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo (Mt 28 19).
Simbolizando a morte, o sepultamento e a ressurreição de Cristo, de que o crente participa, não se po­de fazer jus a este símbolo, usando outros métodos, por exemplo, aspersão com água, etc. A própria palavra grega "baptizo" significa imergir.
A condição para uma pessoa ser batizada é ter uma experiência pessoal de salvação e de regeneração (At 8.36­38). Isto pressupõe a possibilidade da pessoa tomar uma decisão voluntária, tendo ouvido a Palavra; por isso, o ba­tismo de uma criança na idade infantil, sem capacidade de decisão, não tem apoio bíblico (Rm 10.9-13).
Normalmente, o ato batismal é realizado por um ministro da Igreja e num local onde haja água suficiente para o ato de imersão.

A ceia do Senhor
A Ceia do Senhor foi instituída por Jesus Cristo, mesmo antes do seu sofrimento e morte (Mt 26.26-30; Mc 14.22-26; Lc 22.19,20; 1 C 11.23-32). Na Ceia do Senhor usa-se pão e vinho (muitas igrejas preferem o suco de uva), e desses dois elementos participam todos os comungantes (1Co 10.16,17). A Ceia do Senhor simboliza o sustento da nova vida em Cristo e deve, logicamente, ser distribuída a pessoas batizadas, uma vez que o batismo simboliza a morte em Cristo e a ressurreição para uma nova vida. 0 texto de Atos 2.42 nos mostra a ordem existente na igreja de Jerusalém: "E perseveravam na doutrina dos apóstolos e na comunhão, no partir do pão e nas orações".
A Ceia do Senhor pode ser realizada com a fre qüência que a igreja local decidir. Geralmente as igrejas realizam a Ceia uma vez por mês. 0 importante é, porém, realizá-la em memória da obra redentora do Salvador Jesus Cristo (1 Co 11.24,25). Em si mesma, a Ceia não tem poder salvador.
Rogério Loureiro

Nenhum comentário:

Related Posts with Thumbnails